#TimeMaratonadoRio: o que rolou no Live com Sérgio Maurício e André Leta



Data da postagem: 20/04/2018

 

 
Oferecido por Marriot

No dia 17 de abril a Maratona realizou um Live no JW Marriot, com dicas para se prevenir das lesões. O Dr Sérgio Maurício e o Prof André Leta, do nosso #TimedeEspecialistas, reuniram as principais dicas para se manter livre de lesões até a Maratona. Confira!

Por André Leta e Sérgio Maurício

“Por que a corrida machuca tanto?

O esporte tem grandes taxas de impacto com o solo. E como falamos de um esporte altamente envolvente, muitas vezes as pessoas excederem o limite que nossos ossos, músculos e tendões suportam. Com a permanência do esforço, essas lesões se agravam e podem levar às tendinites, dores musculares ou até fraturas por estresse. Por isso é importante respeitar os limites do seu corpo.

1- Realize as suas planilhas de treino com um educador físico especializado em corrida;
2- Progrida com o volume semanal total e da longa de final de semana em no máximo 10% por semana. Ápice da longa de 28k para iniciantes e 32/34 para intermediários e avançados está ótimo;
3- A primeira vez que realizar a distancia/km maior, faça com o ritmo leve, quando repetir na periodização após o aquecimento pode fazer de forma moderada e próximo do ritmo desejado para a Maratona;
4- Para cada 2 semanas de aumento de volume, reduza o mesmo em aproximadamente em 10 %para poder voltar a subir;
5- Capriche nos processos de recuperação após os treinos longos > de 26k, com descanso, imersão com gelo entre 10 e 15 graus (5 a 15 min), alongamento, massagem e/ou auto manipulação Miofascial com rolinho (até 2 min), muita hidratação e refeição rica em carboidrato;
6- Fique muito atento às suas lesões anteriores, elas são o principal fator de risco para novas lesões;
7- Controle e mantenha o peso baixo, excesso de peso é um dos principais fatores de risco para lesão;
8- Procure um médico caso sinta dor em alguma região do corpo em 3 treinos consecutivos, é a hora de avaliar e se recuperar;
9- Se a dor gerar mudança na técnica da corrida e você “mancar”, interrompa o treino imediatamente e procure um médico;
10- Diagnosticada a lesão procure imediatamente o fisioterapeuta para iniciar o tratamento;

11- Quando interromper o treino por lesão, realize com orientação do seu técnico o “Cross training” com outras atividades aeróbicas sem impacto e que não gerem dor;
12- Quando retornar e estiver liberado pelo seu médico, realize 1/3 a 1/2 do volume que vinha correndo, corra dia sim, dia não e deixe que o seu treinador ajuste a progressão da planilha;
13- Está na hora de reduzir o volume e intensidade das atividades complementares, foque na corrida;
14- Falta pouco pra prova. Realize a musculação apenas 2x por semana, com ênfase nos movimentos específicos da corrida, agachamentos e passadas, em potência, sem chegar na exaustão e com intervalo entre as séries adequado;
15- Caso perca um treino longo, não se desespere. Ainda tem tempo para recuperar, procure o seu treinador para ele redimensionar e ajustar a sua planilha de treinos;
16- Estamos na reta final e principal etapa de treinamento, evite os excessos, nada de dormir pouco, comer mal, ingerir muito álcool e realizar “gandaias” antes dos treinos longos. Nestas horas que o corpo, sem a devida recuperação e preparo, se lesiona.

Dúvidas, dicas, entre nas nossas redes e nos perguntem. Bons treinos.”

 

O carioca André Leta é formado em Educação Física e mestre em Biociências da Atividade Física pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), além de membro do Instituto Brasileiro de Tecnologia da Saúde (IBTS) e diretor-técnico da rede de academias Proforma. Corredor ativo há mais de 35 anos e treinador desde 1985, atua na preparação específica para corridas de rua, com foco na prevenção e no recondicionamento de lesões em corredores. André se considera um amante da corrida e faz desse esporte seu principal hobby, a base de seu estilo de vida saudável.

 

Ortopedista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e cirurgião de joelho formado pelo Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (INTO). Atualmente, é membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia (SBOT), da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Joelho (SBCJ), da Sociedade Brasileira de Medicina do Exercício e do Esporte (SBMEE).



PATROCÍNIO MASTER:

PATROCÍNIO OFICIAL:



TRANSMISSÃO OFICIAL: