Início / BLOG DA MARATONA
#TimeMaratonadoRio: Dia 25 de novembro, Dia Nacional do Doador de Sangue
Por Equipe Maratona do Rio 24/11/2017

 

A corrida traz mais saúde para sua vida. Que tal dar vida a alguém com seu sangue?

Neste sábado, 25 de novembro, é comemorado o Dia Nacional do Doador de Sangue. Pensando na importância dessa causa, a Dra. Fabiula Schwartz, cardiologista do nosso time de especialistas, conversou com o Dr. Rafael Cunha, médico hematologista e hemoterapeuta do Instituto Nacional de Cardiologia. Dá uma olhada na importância deste tema e veja como você pode ajudar a salvar vidas.

 

“Quando há um grande acidente com muitas vítimas, ouvimos apelos para que as pessoas doem sangue. Entretanto, não só nessas situações devemos doar. Todos os dias, pessoas sofrem acidentes, passam por cirurgias, fazem tratamentos de câncer e outras doenças e precisam de transfusão de sangue ou de seus componentes (plasma e plaquetas). Os estoques dos bancos de sangue de todo o Brasil frequentemente estão “no vermelho”, provocando adiamento de cirurgias e deixando em risco muitas vidas, diariamente.

Doar sangue é um ato voluntário e generoso com a vida.

Como são os tipos de doação?

• Sangue total, aférese e autóloga – O sangue total é a coleta de cerca de 450mL de sangue do doador. A doação de plaquetas é feita por aférese: o sangue é coletado, centrifugado para separar as plaquetas e é reinserido na veia do doador.

Quais são as particularidades do corredor para doação de sangue?

• Mulheres atletas podem ter anemia. Na presença de anemia, você não poderá doar. Mas pode indicar um amigo!

• Tire um dia de folga para doar – Não faça exercícios físicos vigorosos nas primeiras 24h após a doação e hidrate-se. Depois disso, você já poderá treinar.

• Doar sangue pode interferir na performance?

Sim, temporariamente. Ao doar o sangue total, a quantidade de hemoglobina do sangue diminui (é ela que carreia o oxigênio) e, com isso, é reduzida também a capacidade de entrega de O2 aos tecidos. Assim, o consumo máximo de O2 (VO2pico) é comprometido, ou seja: reduz seu desempenho. Mas é temporário!

Estudos científicos mostram que isso é significativo em até 3 dias. Depois disso, não há expressiva redução da performance. Entretanto, para retorno completo do seu desempenho são necessárias de 3 a 4 semanas após a doação. Assim, planeje sua doação para o momento mais adequado da sua rotina de treinos e provas.

Para a doação de plaquetas e plasma, estudos mostram que em 3 dias seu desempenho já estará totalmente recuperado.

Para doar:

• Veja os requisitos básicos: Portar documento oficial com foto, estar bem de saúde, ter entre 16 e 69 anos (jovens com 16 e 17 anos podem doar com autorização dos pais e/ou responsáveis legais), pesar no mínimo 50Kg, não precisa estar em jejum.

Quem não pode doar:

• Algumas situações impedem provisoriamente a doação de sangue, como gripe, febre, gravidez, amamentação, tatuagem, ter recebido transfusão sanguínea há menos de um ano e outras.

Procure o hemonúcleo da sua cidade. No Rio, nós temos uma sugestão pra você:

O Instituto Nacional de Cardiologia (INC) é um dos polos da Hemorrede do estado do Rio de Janeiro. Localizado no bairro de Laranjeiras, zona sul da cidade do Rio de Janeiro, realiza cirurgias cardíacas pediátricas e de adulto pelo SUS, transplantes cardíacos e outros procedimentos de alta complexidade do aparelho cardiovascular. Sem estoque mínimo, cirurgias podem ser adiadas e vidas perdidas. Entre em contato conosco: 21 3037-2215 ou acesse o site.”

 

WhatsApp Image 2017-11-23 at 18.48.22 Dr. Rafael Cunha, médico hematologista e hemoterapeuta do Instituto Nacional de Cardiologia

 

 Dra. Fabiula Schwartz, cardiologista do time de especialistas da Maratona do Rio

Clique para mais informações.

HISTÓRIAS EM DESTAQUE

  • historia_photo_aa1898a6fd75d9c4460038.jpg Eduardo Barrionuevo -   Em julho de 2015, fui muito mal encorajado e fisicamente e, a partir desse momento, comecei a correr, o que era o […]
  • historia_photo_IMG_20170514_110022118.jpg Marcelo de Moura Manger -   Olá, corro há 7 anos, gosto de correr longas distâncias, corro corrida de aventura, montanhas, rua, gosto de caminhar, acampar e pedalo […]
  • historia_photo_926942_507349746047273_513972627_n.jpg Fabíola de Oliveira Carneiro -   Sou casada com o educador físico e amante de esportes Celso Luís. Meu esposo participou da Maratona do Rio 2012, fomos com […]

PARTICIPE

Já fez sua inscrição para as provas da Maratona do Rio 2018?

VIVA HISTÓRIAS PRA CONTAR

Clique abaixo e compartilhe o seu amor pela corrida e pela Maratona do Rio. Conte sua história pra gente.

DESAFIO CIDADE MARAVILHOSA

Mostre que é Maratona do Rio e complete 21K + 42K.