#TimeMaratonadoRio: 5 dicas para voltar das férias (ou lesão) com segurança



Data da postagem: 15/02/2018
CABEÇALHO OLK
Oferecido por Olympikus

Festas de fim de ano, férias, Carnaval. Muitos corredores só conseguem retomar um ritmo constante de treinos após esse período. Pensando nisso, o Dr. Sérgio Maurício, nosso ortopedista, compartilhou 5 dicas para voltar aos treinos sem medo. Confira!

 

“1 – Ajuste seu plano

Quando treinamos para uma prova, planejamos rotinas de treinos regulares, que variam de 2 até 6 meses, com é o caso da Maratona. No entanto, não existe uma receita de bolo para se chegar até a linha de chegada. Eventualmente fazemos um “pit stop”, seja por uma lesão ou por uma viagem com a família. Caso tenha parado por umas semanas faça um novo plano, com metas alcançáveis, para que não haja frustração em seus treinos.

2 – Comece de onde está, e não de onde deveria estar!

É natural que a gente perca um pouco de condicionamento físico e que a mecânica da corrida esteja alterada, mesmo quando paramos por poucos dias. Claro que, quanto maior o período de interrupção, maior será o efeito, no entanto, “correr atrás do prejuízo muito rápido” pode te deixar por mais uns dias sem correr.

3 – Uns retornam mais rápido que outros, isso é normal!

Não se compare com colegas do seu grupo de corrida, mesmo aqueles com quem está acostumado a treinar. Diferentes pessoas possuem diferentes ritmos de recondicionamento. Respeite o seu tempo!

4 – Volte com treinos curtos e moderados

Muitos de nós já sabemos nosso ritmo de trote, longos e tiros. Porém, nessa fase de recondicionamento seus parâmetros estão mudados. Caso pegue pesado, sua musculatura irá fadigar cedo, comprometendo sua função de impulsão e amortecimento de impacto com o solo. O ideal é não se importar muito com a velocidade nessa fase, e que os treinos tenham duração progressiva de 30 a 60 minutos. No caso de cansaço extremo, pare, beba uma água e retome a corrida, deixando as fibras musculares recuperarem suas forças.

5 – Não treine com dor

Quando voltamos é comum sentirmos um desconforto ou outro que não estávamos acostumados. Isso é natural, e respeitar o seu corpo nessa fase pode te poupar uma grande dor de cabeça. No caso do retorno de uma lesão fique atento se foi só uma dorzinha que durou segundos ou se ela persistiu, aumentou após o treino ou te fez mancar. Nestes casos, procure seu ortopedista.

Bons treinos e boas corridas!”

 

dr.-sergio-mauricio

SÉRGIO MAURÍCIO – ORTOPEDISTA FORMADO PELA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO DE JANEIRO (UFRJ) E CIRURGIÃO DE JOELHO FORMADO PELO INSTITUTO NACIONAL DE TRAUMATOLOGIA E ORTOPEDIA (INTO). ATUALMENTE, É MEMBRO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE ORTOPEDIA E TRAUMATOLOGIA (SBOT), DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA DO JOELHO (SBCJ), DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE MEDICINA DO EXERCÍCIO E DO ESPORTE (SBMEE). É UM AMANTE DO ESPORTE DESDE CRIANÇA: JÁ NADOU, PEDALOU E PRATICOU ARTES MARCIAIS. A FORTE PAIXÃO POR CORRIDAS NASCEU EM 2010, QUANDO CURSAVA RESIDÊNCIA EM ORTOPEDIA E TINHA MUITO POUCO TEMPO PARA SE DEDICAR AOS EXERCÍCIOS FÍSICOS. JÁ NO ANO SEGUINTE, TOMOU DUAS IMPORTANTES DECISÕES: COMEÇAR A PÓS-GRADUAÇÃO EM MEDICINA DO ESPORTE E CORRER UMA MARATONA. DE LÁ PARA CÁ NÃO PAROU MAIS.

 

 

RODAPÉ OLK



PATROCINADORES OFICIAIS:



TRANSMISSÃO OFICIAL: