Os energéticos podem me dar “energia” para correr?



Data da postagem: 28/12/2018

A Dra. Fabiula Schwartz de Azevedo, especialista do Time Maratona do Rio, mestre em Ciências Cardiovasculares e médica do Instituto Nacional de Cardiologia, falou sobre corrida X energéticos. Confira!

 

Por Fabiula Schwartz de Azevedo

Na busca por melhor desempenho e fôlego nos treinos, corredores buscam uma fonte extra de energia. Os energéticos são, frequentemente, associados a esportes de coragem e velocidade. Mas seriam os energéticos seguros na corrida?

 

As bebidas energéticas são compostas geralmente por estimulantes, sendo a mais comum a cafeína, além de taurina, guaraná, ginseng, podendo ter sais minerais e, frequentemente, altas doses de açúcar.

 

Apesar dos conhecidos benefícios da cafeína no organismo, doses aumentadas dessa substância podem comprometer a segurança da prática esportiva. Uma lata de energético costuma ter 3 vezes mais cafeína que um cafezinho, do tipo coado.

 

A cafeína aumenta a frequência cardíaca, a ansiedade, a pressão arterial e tem ação diurética. Seu efeito de aumento do estado de alerta, pode alterar o padrão do sono e estar associado à irritabilidade.

 

Essa explicação vale também para outros suplementos à base de cafeína. Nos energéticos, as outras substâncias associadas não são capazes de neutralizar esses efeitos da cafeína.

 

A ingestão de energéticos na corrida está associada a maiores riscos de ocorrência de arritmias cardíacas e complicações por desidratação, como cãibras e hipertermia. Além de piorarem o desempenho, essas complicações podem tirar o atleta da prova e representar risco de hospitalização para seu tratamento e controle. O mesmo vale para outros esportes de resistência (ou de endurance).

 

O açúcar em altas doses presente nessas bebidas também é indesejado e desnecessário. Mas, atenção: Não confunda energético com bebida isotônica! Os repositores de água, eletrólitos e carboidrato devem ser usados em esportes de resistência, especialmente em treinos e provas maiores de 1 hora. Uma orientação nutricional personalizada pode orientar a ingesta de acordo com seus treinos e provas.

 

Cheque se sua saúde está bem se você notou queda do desempenho. Na maioria das vezes, a energia extra desejada pode ser obtida com ajuste alimentar, hidratação, noite de sono com qualidade e rotina de treino ajustada com seu coach. Corra bem. Corra com segurança.

 

Dr. Fabiula Schwartz (cardiologista)
Cardiologista, interessou-se logo no início da profissão pelo poder do exercício físico na prevenção e no controle de doenças crônicas. É especialista em Medicina do Exercício e do Esporte e uma das médicas da equipe de saúde da Maratona do Rio desde 2010. Doutoranda em Cardiologia, é também médica do Instituto Nacional de Cardiologia e consultora em Cardiologia Desportiva da Sociedade de Cardiologia do Rio. No consultório, avalia e cuida de corredores o ano todo. E candidatos a corredores também. Acredita que um dos traços de sua personalidade mais ligado à corrida é o cuidado com a saúde.
Instagram: @fabiulaschwartz



PATROCÍNIO MASTER:

PATROCÍNIO OFICIAL:



TRANSMISSÃO OFICIAL: